Skip to main content

Para quem está começando a usar óleos essenciais, é comum que a insegurança apareça. Entretanto, fazer o uso seguro deles é bem simples. Você deve evitar alguns erros comuns, como os que se encontram a seguir.

Erro 1: Não estudar sobre os óleos

Se você tem interesse em utilizar óleos essenciais para aumentar sua qualidade de vida e da sua família, é importante que busque fontes confiáveis de informação e estude sobre os óleos antes de utilizá-los. 

Estudando, descobrirá em que situações e como aquele óleo será melhor aproveitado. Além disso, você saberá qual forma de uso é mais indicada e em que quantidade utilizar. Você conseguirá fazer o uso consciente dos óleos.  

Erro 2: Não verificar a qualidade dos óleos

Existem inúmeras marcas de óleos essenciais no mercado. Você precisa saber identificar quais dessas marcas possuem óleos de qualidade. Para isso, sempre busque pelas certificações que essa marca possui.

O principal teste a ser buscado para atestar se um óleo essencial é puro ou não é o laudo cromatográfico. No processo de elaboração do laudo, todas as substâncias presentes no óleo são separadas e analisadas.

 

Confira também:

Erro 3: Não guardar os óleos essenciais corretamente

erro guardar óleos

Os óleos essenciais são ativos de grande durabilidade. Entretanto, para que eles durem por muito tempo e continuem com suas propriedades intactas, você deve armazená-los de forma correta e segura. 

Isso significa manter os óleos nas embalagens originais. Geralmente, embalagens de vidro âmbar. Mantenhas os óleos em local fresco e longe da luz solar. Também é importante manter os óleos fora do alcance das crianças, para evitar acidentes.  

Erro 4: Usar um óleo de maneira diferente da indicação dele

Diferentes óleos possuem diferentes indicações de uso. (Você já sabe disso se não cometeu o erro número 1. É essencial que essas indicações sejam seguidas. Alguns óleos podem causar reações se utilizados incorretamente.

O uso mais comum dos óleos essenciais é o uso aromático, seja inspirando ou utilizando difusores. Alguns óleos podem ser utilizados topicamente, fazendo massagens na pele. Mas, se você usar um óleo topicamente da forma errada, sua pele pode se irritar.

Erro 5: Usar uma dosagem muito alta

Óleos essenciais são substâncias extremamente concentradas. Apenas uma gota de óleo já é capaz de transmitir suas propriedades. O uso de uma dosagem alta é desnecessário. Se você exagerar na dose, além de desperdiçar o ativo, poderá causar irritação ou intoxicação.

O ideal, caso você precise de um efeito mais imediato, é utilizar o óleo várias vezes ao dia e não em uma grande quantidade por apenas uma vez. 

Erro 6: Sair ao sol após usar óleos cítricos

erro óleos cítricos
A maioria dos óleos cítricos são fotossensíveis. Isso que quer dizer que, em contato direto com o sol, eles irão reagir. Portanto, não podem ser utilizados topicamente se você irá sair ao sol logo em seguida. Se você fizer isso, sua pele pode ficar manchada. 

A causadora dessa fotossensibilidade nos óleos cítricos é uma molécula chamada Cumarina. O que não te impedirá de usar esses óleos tranquilamente de forma aromática. Você só deverá tomar cuidado para usar topicamente apenas durante a noite ou em locais que não entrarão em contato com a luz solar. 

Erro 7: Comprar muitos óleos e não usar 

Muitas pessoas conhecem os óleos, descobrem o que eles podem fazer e acabam se empolgando. Acabam comprando kits de diferentes óleos e até mesmo acessórios, mas deixam de fazer o principal: utilizar os óleos. 

Investir em  óleos essenciais pode representar uma grande melhora na sua saúde física e emocional. Porém, apenas se eles forem utilizados e tiverem a chance de fazer a diferença. Não tenha pressa em comprar diversos óleos, vá testando aos poucos até descobrir quais funcionam melhor e quais mais te agradam. 

Daiane Freitas

Daiane Freitas é especialista em óleos essenciais. Ela é a criadora do Método Rotina Ciclos, fundadora da Academia Óleos Essenciais.

Deixe um comentário

contato@daianefreitas.com