Skip to main content

Quer descobrir se existem contraindicações dos óleos essenciais? Acompanhe o artigo a seguir e aprenda a fazer o uso seguro deles. 

contraindicações dos óleos essenciais

É muito comum que quem esteja começando a usar óleos essenciais sinta certo receio causado por desconhecimento. 

Entretanto, à medida que os óleos essenciais vão se popularizando, crenças erradas sobre eles vão também. 

Óleos essenciais são substâncias naturais extraídas de plantas, muitas consumidas por nós e ricas em substâncias químicas muito usadas na indústria farmacêutica e cosmética. 

Ou seja, são substâncias já presentes em nossa vida. 

 

Existem Contraindicações dos Óleos Essenciais? 

 

Como dito, muitos óleos essenciais possuem substâncias já presentes em nossas vidas e usadas por diversas indústrias. 

Por isso, é até aceitável que os iniciantes achem que as contraindicações dos óleos essenciais se assemelhem às contraindicações de remédios e cosméticos. 

Embora sim, existam contraindicações dos óleos essenciais, elas não chegam nem perto das contraindicações de produtos industrializados.

Mas é importante ressaltar que todas as informações a seguir são a respeito dos óleos essenciais que uso e recomendo. 

Há diferentes marcas de óleos essenciais no mercado brasileiro. 

Eu, Daiane Freitas, uso apenas produtos doTERRA. Justamente pelo compromisso da marca com a qualidade e segurança dos óleos essenciais.  

                                                             

Como Fazer o Uso Seguro de Óleos Essenciais? 

 

Para fazer o uso seguro dos óleos essenciais não há uma fórmula e uma série de indicações específicas. 

Isso acontece porque cada óleo essencial é diferente e age de forma diferente em cada organismo. 

Como já dito, as contraindicações dos óleos essenciais se referem mais a óleos específicos que ao uso geral.

No geral, a melhor indicação de uso seguro de óleos essenciais é pesquisar as particularidades de cada óleo. 

Essas informações sempre estão disponíveis no próprio site da marca. 

São três as formas de uso de um óleo essencial: uso aromático, uso tópico e ingestão. 

 

Uso Aromático

 

O uso aromático dos óleos essenciais é a forma mais simples e mais comum do uso deles. 

Talvez por isso mesmo, é a forma de uso que se aplica a todos os óleos essenciais. 

Todos possuem propriedades aromáticas e podem ser usados dessa forma. 

Algumas possibilidades de uso aromático são: 

  • Colocar algumas gotas do óleo essencial em um difusor ultrassônico
  • Fazer um spray de ambientes com o óleo essencial 
  • Inspirar o óleo essencial diretamente do frasco
  • Usar acessórios difusores como colares e pulseiras

 

Uso Tópico 

 

O uso tópico de óleos essenciais se trata do uso deles diretamente na pele, diluídos em óleo vegetal ou não. 

Há algumas contraindicações dos óleos essenciais no uso tópico, que são específicas de alguns óleos. 

Alguns óleos devem obrigatoriamente ser diluídos antes de serem usados e outros são fotossensíveis. 

Os outros óleos essenciais podem ser usados diretamente em peles normais. Mas a diluição sempre é recomendada para aumentar a absorção dos óleos essenciais e ao menor sinal de irritação. 

Para saber mais sobre diluição de óleos essenciais, clique aqui. 

Confira a seguir quais óleos precisam de diluição e quais são fotossensíveis: 

 

Óleos Essenciais de Diluição Obrigatória

Entre as contraindicações dos óleos essenciais, está a necessidade de diluição de certos óleos. 

Esses são óleos essenciais que, obrigatoriamente, só podem ser usados na pele após a diluição com óleos vegetais.  

Isso porque, se usados puros, podem irritar ou até queimar a pele.   

Os óleos essenciais de diluição obrigatória são: 

  • Óleo Essencial de Canela Cássia
  • Óleo Essencial de Casca de Canela
  • Óleo Essencial de Cravo
  • Óleo Essencial de Orégano
  • Óleo Essencial de Capim-limão
  • Óleo Essencial de Tomilho
  • Óleo Essencial de Gerânio 

Além disso, há óleos essenciais que devem ser diluídos para o uso em peles sensíveis. Como sempre digo: na dúvida, dilua. 

 

Óleos Essenciais Fotossensíveis 

Óleos Essenciais Contraindicados

Outra das contraindicações dos óleos essenciais é a fotossensibilidade que alguns apresentam. 

Óleos essenciais fotossensíveis, ou fototóxicos, são aqueles que não devem ser usados topicamente em regiões que serão expostas à luz solar, pois podem causar manchas. 

O ideal é usar o óleo essencial em uma região pelo menos 12 horas antes de expor essa região ao sol. Os óleos essenciais fotossensíveis são os óleos essenciais cítricos: 

  • Óleo Essencial de Laranja Selvagem
  • Óleo Essencial de Limão Siciliano
  • Óleo Essencial de Limão
  • Óleo Essencial de Bergamota
  • Óleo Essencial de Tangerina 
  • Óleo Essencial de Toranja

 

A maioria dos mixes que possuem esses óleos também possuem o fator de fotossensibilidade. 

Porém, há mixes em que a substância que causa a fotossensibilidade, a furanocumarina,  foi retirada. É o caso do Mix Clarycalm. 

Outra exceção são os óleos essenciais de Petitgrain e de Mandarina Verde, que mesmo tendo origem cítrica, não são fotossensíveis.

 

Ingestão

 

A ingestão de óleos essenciais é um tema abordado de forma errada em diversas ocasiões, sempre colocado entre as contraindicações dos óleos essenciais. 

Eu falo sobre o que faço e sobre a forma de uso que já trouxe muitos resultados para mim e para minhas alunas. 

Não recomendo a ingestão de óleos essenciais de outra marca que não seja a doTERRA. 

Além disso, há um limite de ingestão de segurança de 24 gotas totais a serem ingeridas por dia. 

Mas, seguindo as recomendações de ingestão que faço, geralmente de uma a duas gotas por dia, é praticamente impossível ultrapassar esse limite. 

As únicas contraindicações dos óleos essenciais em relação à ingestão são esse limite e os óleos que não podem ser ingeridos, presentes na lista abaixo. 

Entretanto, se não sentir segurança para fazer a ingestão, faça as outras formas de uso e busque a orientação de alguém mais experiente. 

A minha caixinha de perguntas do Instagram está sempre aberta para dúvidas assim.  

 

Óleos Essenciais que não devem ser ingeridos 

Uma das contraindicações dos óleos essenciais é que alguns óleos não devem ser ingeridos em situação nenhuma. 

São esses óleos que não devem ser ingeridos: 

  • Óleo Essencial de Arborvitae
  • Óleo Essencial de Cedro
  • Óleo Essencial de Cipreste
  • Óleo Essencial de Abeto de Douglas 
  • Óleo Essencial de Eucalipto (Eucalyptus radiata) 
  • Óleo Essencial de Nardo
  • Óleo Essencial de Gualtéria (Wintergreen) 

Qualquer mix de óleos essenciais com algum desses óleos também não deve ser ingerido. 

A única exceção são os mixes com óleo essencial de Eucalipto, como o Mix On Guard, que possui indicação de ingesta. 

Isso só é possível porque os produtos dessa linha são feitos com outra espécie de Eucalipto, o Eucalyptus globulus, que pode ser ingerido. 

Daiane Freitas

Daiane Freitas é especialista em óleos essenciais. Ela é a criadora do Método Rotina Ciclos, fundadora da Academia Óleos Essenciais.

Deixe um comentário

contato@daianefreitas.com